Últimas Produções

Até já...

Sejam imensamente felizes...

Era uma vez...

A bicicleta verde

Volta

Por favor entra

Deixa-me olhar-te/acordar...

Frágil

Lista de sonhos

Começar de novo

Baú da Princesa

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Hit Counter

free hit counter code
free search engine submission

Get your own Poll!
TugaTop - O melhor sitio para divulgares o teu site!
Locations of visitors to this page
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

Não sei se saberei a verdade, porque não saberei se mentes

Fizeste de mim princesa…arranjaste maneira de mostrar a todos o que sentes e pensas de mim…fizeste-te pinxexo e arranjaste maneira de o mostrar a todos.

            Quais as tuas verdadeiras intenções em cada um desses momentos? Não sei, nem sei se alguma vez as saberei…acreditarei sempre no que disseres, porque dizes sempre o que quero ouvir, e faze-lo sempre, não falhas uma única vez, dizes sempre o que quero ouvir, sempre, sempre,sempre …

            Sabes, amor, às vezes não sei se acredito por ser, realmente, verdade o que dizes ou se acredito porque           quero acreditar, porque preciso de acreditar, porque preciso das tuas palavras, porque preciso exactamente daquelas palavras vindas de ti…preciso de tudo isto para ter uma sobrevivência feliz, num mundo onde o verbo amar está banalizado, como se amar fosse para todos….que ideia mais ridícula…amar não é para todos. Só nós amos, eu e tu, os outros têm uma espécie de amor…eles pensam o mesmo de nós mas é obvio que o amor foi feito para nós, fica-lhes curto nas mangas a eles, pobres coitados, dizem o mesmo de nós, não sabem o que dizem.

            Sabes, amor, antes de dizeres o que quer que seja eu não consigo evitar desejar que digas aquilo que acabas sempre por dizer…o facto de para mim estares a um passo da perfeição inibe-me, a um nível quase biológico, de duvidar de uma das tuas palavras, porque nunca acreditarei noutra pessoa que não em ti, porque não considero a existência de uma pessoa capaz de estar tão perto da perfeição que não tu, não existe mais ninguém tão perto da perfeição como tu, não posso duvidar de uma pessoa que é praticamente perfeita.

            Por favor tenta nunca te aproveitar desta minha fraqueza.

            O meu amor é cego quanto ao que os outros dizem.


publicado por Flá às 21:28

link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Pedro Leitão a 10 de Maio de 2007 às 22:26
eu nunca te digo nada alem dakilo k penso realmente... dizes-m que é sempre o que queres ouvir? que queres... estamos em sintonia! telepatia:D

amo-te princesa grand ******


De Sabes bem quem sou pukaninha..=) Tope' a 10 de Maio de 2007 às 23:00
Sabes amiga...Ponto de acumulação e' ao que alguns sabios chamam a'quele ponto em que a nossa vida deixa de ser vivida sobre um todo mas passa a ser ocupada por alguma frustração maior...Se a minha vida os teve não sei...E fico feliz de não saber porque se nao o sei e' por pessoas como tu que nem me deixam ser um pouco frustrada...FazemM viver e daoM aquele sorriso que começa pequenino em ti e acaba maior em mim=)
Por pessoas como tu eu, quando for velhinha, vou poder dizer: agora estou a morrer mas vivi, viv muito e feliz...E se não tive pontos de acumulação foi por ela...Pq ela me fez rir e me abraçou...E é por pessoas como ela que eu vivo...

Nao irei gastar a palavra se disser aqui que te AMo...
Uma pagina na net nao explica o que é AMIGA

SO quando olho bem para ti eu descubro

AMO.TE


De Sara* a 13 de Maio de 2007 às 00:55
Correndo o risco de te repetir, "adorei o teu cantinho" e "sem dúvida que vou voltar".
Adorei a tua escrita, o teu modo de colocar as coisas, tão limpidamente, tão "tu". :) Escrever assim é que não é para todos - é de quem já viveu muito em pouco tempo, é de quem já amou e sofreu, é de que quem sabe o que é feita a vida. Por favor, não deixes de escrever. :)
Um beijinho enorme e, finalizando com uma última repetição, "para a próxima faço um comment decente".


De daplanicie a 14 de Maio de 2007 às 08:18
Sempre cheia de sentimento e com escrita límpida e pura. Quem pode definir o amor se por vezes nem ele próprio se define...
Saudações e até breve


Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisa

 

Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


tags

todas as tags

Favoritos

Uncensored

Links

Dá-me uma palavra...


blogs SAPO
RSS