Últimas Produções

Até já...

Sejam imensamente felizes...

Era uma vez...

A bicicleta verde

Volta

Por favor entra

Deixa-me olhar-te/acordar...

Frágil

Lista de sonhos

Começar de novo

Baú da Princesa

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Hit Counter

free hit counter code
free search engine submission

Get your own Poll!
TugaTop - O melhor sitio para divulgares o teu site!
Locations of visitors to this page
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Por favor entra

 

Entra. Senta-te. Finge que nunca saíste. Diz que me amas. Ama-me do fundo de ti. Ama-me com tudo o que tens. Ou então finge, finge tão bem que eu não possa perceber que finges. Finge tão bem para que pense que me amas realmente. Finge tão bem que me possas restituir toda a felicidade que um dia me deste e que noutro me tiraste.
 
Entra. Senta-te. Finge que nunca saíste. Fala-me de mansinho. Nunca te cales para que eu não sinta o vazio do silêncio nem a ausência da tua própria presença. Ama-me com cada uma das tuas palavras. Ou então finge, finge tão bem que não possa perceber que finges. Finge tão bem que eu não possa perceber que finges o amor que pões em cada uma das palavras. Finge tão bem que eu sinta que queres ficar a conversar comigo toda a eternidade. Finge tão bem que me possas restituir toda a felicidade que um dia me deste e que noutro me tiraste.
 
Entra. Senta-te. Finge que nunca saíste. Ama-me. Ama-me com tudo o que tens, ou então finge amar-me realmente. Fala-me de mansinho. Ama-me com cada uma das tuas palavras, ou então finge o amor que pões em cada uma delas.
 
Se não for para me convenceres que me amas, se não for para restituir toda a felicidade que um dia me deste então não entres. Vai-te embora e fingirei a tua morte.
tags:

publicado por Flá às 11:55

link do post | comentar | favorito
|

14 comentários:
De Claudia a 7 de Julho de 2008 às 12:57
Bem..

espectacular este texto..como tu sabes, tens futuro nisto e eu sou uma das primeiras pessoas a apoiar.te !

podes contar comigo pra tudo..

continua a escrever assim..:D

beijinho


De Flá a 7 de Julho de 2008 às 13:01
olá Cláudia

Muito obrigada pela simpatia, pela visita e pelo comentário

Sabes que também podes contar comigo para tudo

beijinho


De cuidandodemim a 7 de Julho de 2008 às 13:04
Gostei muito do texto. Palavras cheias de sentimento.
Bjns


De Flá a 7 de Julho de 2008 às 13:11
Muito obrigada.

Volte sempre que quiser será bem vinda.

beijinho


De Pankekinha a 8 de Julho de 2008 às 09:22
Pois... mas se for para fingir mais vale não ser...
costumo dizer que mais vale sofrer pra esquecer do que amar para sofrer...
gostei
sinto-me assim mas em relação a uma amizade... mas ja decidi que mais vale sair porta fora que fingir que vai ficar tudo bem
Bah!


De Flá a 8 de Julho de 2008 às 19:19
No fundo a esperança de que o fingimento acabe está sempre em nós...a esperança de sermos amados nunca morre.

Tenho de concordar contigo.

beijinho


De poetaporkedeusker a 12 de Julho de 2008 às 02:21
Pois... vim "cuscar" os teus comentários. fi-lo porque a qualidade do texto mo mereceu. E a esperança de sermos amados (aquilo que imaginamos ser suficiente) pode durar metade de uma vida... mas acaba por morrer numa madrugada qualquer em que a lucidez nos abre -tardiamente- os olhos.
Um abraço Princesinha!


De Flá a 12 de Julho de 2008 às 10:47
Aqui está à vontade, "cusque " o que quiser, faça desta a sua casa.

Talvez numa madrugada distante a lucidez me abra os olhos, ou então que ele venha e sem fingimentos me diga "Amo-te".

Tenho andado meia ausente, os exames não me dão tréguas.


Beijinho e bom fim-de-semana


De poetaporkedeusker a 12 de Julho de 2008 às 13:50
muita lucidez e espírito positivo para esses exames!
Quanto ao resto... o melhor é deixar fluir com um sorriso nos lábios...
Abraço!


De J12 a 10 de Julho de 2008 às 20:40
A primeira coisa que disse quando acabei de ler foi "Que lindoo " mas eu nunca poderia pôr isto num comentário... e como vês não pôs.
Li várias vezes a pensar realmente se devia voltar a entrar e acabei por perceber que sim... devo entrar e deixá-lo entrar também, um dia eu e ele olharemos um para o outro e sem palavras nem gestos iremos fechar a porta e nunca mais entrar....
Iremo-nos perguntar se tinha valido mesmo a pena ter entrado um no outro... e como sempre eu não encontrarei a resposta...lerei isto outra vez... e aí sim direi valeu a pena!!!

Amoo todos os teus textos... Obrigada pelos comentários... obrigada pelo o incentivo... e peço imensas desculpas pela a minha ausência no seu blog, prometo compensar!


De Flá a 10 de Julho de 2008 às 20:46
Vou cobrar essa promessa



Muito obrigada pelos elogios e não precisavas pedir desculpa de nada, mesmo que quisesse nunca conseguiria levar a mal o que quer que fosse vindo de ti, tem sido um prazer enorme assistir ao teu crescimento.

beijinho


De silentvoices a 11 de Julho de 2008 às 21:06
Knock, knock... Posso entrar? ...
Beijinho e Bom fim de semana!


De Flá a 12 de Julho de 2008 às 10:44
Bom dia seja muito bem vindo, entre por favor


beijinho e bom fim-de-semana


De estreladosul a 12 de Julho de 2008 às 19:00
“Para você o carinho...
da minha amizade”

Um lindo fim de semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Em espaço de partilha:
http://toquedeestrela.blogspot.com
http://sensualidadeemletras.blogspot.com


Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisa

 

Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


tags

todas as tags

Favoritos

Uncensored

Links

Dá-me uma palavra...


blogs SAPO
RSS